• Até 7 dias para devolver a compra
  • Enviamos para todo o Brasil!
  • Em até 6x sem juros no cartão
Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Mini Pia Para Água Benta Com Esplendor Do Divino Espírito Santo

Modelo: 3438
R$ 45,99
no cartão em 1x
Pagamento no Pix
R$ 43,69
-5%
no PIX
Tamanho:
  • 12cm
Calculo de frete
Não sei o meu CEP

Descrição Resumida

A arte sacra representa uma forma de manifestação artística que está intimamente relacionada com a religiosidade e o sagrado. Essa imagem é fornecida pela Iracema. É uma imagem de resina e de excelente qualidade, rica em detalhes, com cores harmoniosas, belíssima, é mais resistente que a imagem de gesso, possuí melhor acabamento e possui alto padrão de qualidade. Certamente a aquisição dessa imagem lhe ajudará em suas orações.

Produto indisponível! Podemos avisar você quando estiver disponível?

O PODER DA ÁGUA BENTA:
(FONTE: Canção Nova)
Talvez, a água benta seja um dos sacramentais mais conhecidos da Igreja (cf. o tema “sacramentais”). É usada nos batizados, nas portas das igrejas, a fim de aspergir pessoas, objetos, casas, carros, animais, objetos de devoção (imagens da Virgem Maria e de santos, medalhas, escapulários, crucifixos, estampas etc.). Também pode ser utilizada para a proteção contra o mal. A água benta, como todo sacramental, leva-nos a invocar, nas diversas circunstâncias da vida, a ajuda do Divino Espírito Santo, para o bem de nossa alma e de nosso corpo. Portanto, “segundo um costume muito antigo, a água é um dos símbolos que a Igreja usa com frequência para abençoar os fiéis. A água ritualmente benzida evoca nos fiéis o mistério de Cristo, que é para nós a plenitude da bênção divina. Ele próprio se apresentou como Água Viva e instituiu para nós o batismo, sacramento da água, como sinal de bênção salvadora” (Ritual Romano. Celebração das bênçãos, no1085). Diversas são as formas de usar a água benta, porém, a mais comum é persignar-se com ela. Persignar-se, termo que vem do latim e se refere ao ato de, com o polegar direito, fazer o sinal da cruz na testa, outro na boca e outro no peito, enquanto se pronuncia: “Pelo sinal da santa cruz, livrai-nos Deus, nosso Senhor, dos nossos inimigos”. Outro modo é aspergi-la sobre si mesmo, sobre outras pessoas, lugares ou objetos. Santo Tomás de Aquino escreve destacando a força da água benta contra o demônio: “a água benta é dada contra os assaltos dos demônios que vêm do exterior”. Quem conhece a vida dos santos sabe que muitos deles acreditavam na água benta como um instrumento verdadeiramente eficaz para enfrentar a força do mal. A água benta é um sacramental, e como todos os sacramentais, foi instituído pela Igreja. Para ser verdadeiramente água benta, tem que ser abençoada pelo ministro ordenado (diácono, padre ou bispo). Ao ser abençoada, a água, conforme prescreve a Santa Igreja Católica, torna-se um sacramental, que possui grande eficácia para as pessoas nas diversas realidades da vida. A água benta não se trata, portanto, de uma superstição, mas de um instrumento extremamente forte e piedoso para quem quer crescer na graça de Deus e se santificar por meio da oração da Igreja. O Catecismo da Igreja Católica (no 2111) lembra que “atribuir só à materialidade das orações ou aos sinais sacramentais a respectiva eficácia, independentemente das disposições interiores que exigem, é cair na superstição”. Por isso, ao benzer-se com a água benta, deve-se sempre professar o ato de fé, de confiança no Senhor e manifestar o desejo de crescer na devoção e amor a Deus. Como afirma Santo Tomás, Oportet nos per aliquasensibilia signa in spiritualiadevenire (“Convém que por sinais sensíveis cheguemos às realidades espirituais”). Em muitas Igrejas, na entrada, encontramos a água benta. Essa é colocada ali para nos persignarmos (fazer o sinal da cruz) ao entrarmos na Igreja e sermos abençoados por Deus. Assim, entregamos todo o nosso ser e sentidos ao Senhor. Quando entramos na Igreja, devemos pedir ao Espírito Santo que ilumine o nosso coração, nossa mente, infundindo em nós as graças de que necessitamos. Além disso, costuma ficar na entrada das igrejas, em substituição a uma antiga cerimônia judia em que, antes de entrarem para a oração, os judeus se lavavam e pediam a Deus a sua purificação. Alguns textos bíblicos que falam sobre a água: Eclo 15,1-6: “Ao que teme o Senhor, Ele o saciará com a água da Sabedoria”. Is 12,1-6: “Com alegria tirareis água das fontes da salvação”. Is 55,1-11: “Todos que tendes sede, vinde à água”. Jo 7,37-39: “Se alguém tiver sede, venha a mim”. Jo 13,3-15: “Vós também estais puros”. Jo 19, 34: “De seu lado aberto pela lança fez jorrar, com a água e o sangue”. 1Jo 5,1-6: “Ele veio pela água e pelo sangue”. Ap 7,13-17: “O cordeiro os apascentará, conduzindo-os até as fontes de água da vida”. Ap 22,1-5: “O rio de água da vida saía do trono de Deus e do cordeiro”. Sl 41(42),2-3: “Assim como a corça suspira pelas águas correntes, suspira igualmente minha alma por vós, ó Meu Deus. Minha alma tem sede de Deus e deseja o Deus vivo. Quando terei a alegria de ver a face de Deus?”. Oração de bênção da água: “Senhor Deus Todo-poderoso, fonte e origem de toda a vida, abençoai esta água que vamos usar confiantes para implorar o perdão dos nossos pecados e alcançar a proteção da vossa graça contra toda doença e cilada do inimigo. Concedei, ó Deus, que, por vossa misericórdia, jorrem sempre para nós as águas da salvação para que possamos nos aproximar de Vós com o coração puro e evitar todo perigo do corpo e da alma. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.”

Referência
3438
Altura x Comprimento x Largura
12cm X 4cm X 6,5cm
Marca
Iracema
Material
Resina
Peso
114
  • 1 Mini pia para água benta com esplendor do Divino Espírito Santo

Produtos relacionados

Sem Avaliações

Seja a primeira pessoa a avaliar este produto!

Sua avaliação vai ajudar muitas pessoas que desejam saber mais detalhes deste item. Em 2 minutinhos você consegue descrever e mostrar fotos do produto!

Aceite os cookies e tenha uma melhor experiência em nosso site, consulte nossa Política de Privacidade.